------------------------------------------------------------------------------

Participe do forúm, faça seu cadastro registrando abaixo...


Usuários cadastrados recebem nossa newsletter sempre que uma novidade for adicionada ao site, alem de ficarem livres deste banner que aparece no topo do forum para os visitantes...


atenciosamente,
Equipe E-music Planet!!!



 
Portal E-musicplanet  InícioInício  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 04/02 Estou indo para o Carnaval como um virgem

Ir em baixo 
AutorMensagem
SPECTRUM JF
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 378
Idade : 42
Localização : MG - Brasil
Data de inscrição : 29/12/2007

MensagemAssunto: 04/02 Estou indo para o Carnaval como um virgem   Ter Fev 05, 2008 5:21 am



Estou indo para o Carnaval como um virgem’

‘Acho que, daqui a dez anos, a música eletrônica será duas vezes maior do que é hoje em dia’

Os adeptos da música eletrônica têm tido, a cada ano, mais motivos para comemorar a decantada diversidade musical no Carnaval de Salvador, graças a iniciativa de blocos, camarotes e artistas. Este ano, não só Fatboy Slim vem pela terceira vez consecutiva, mas outros DJs de renome internacional aterrissam na capital baiana para a folia momesca. Para se ter uma idéia, dos cinco gringos confirmados, três estão no top 15 de 2007 da revista DJ Mag, reconhecidamente a maior do mundo e que aponta quem é o melhor por meio de uma votação pública: são eles o holandês Tiësto, o francês David Guetta e o Deep Dish, da dupla iraniana Ali “Dubfire” Shirazinia e Sharam Tayebi (leia boxe)
Tiësto é o mais bem colocado deles. Com 39 anos recém-completados, o DJ do estilo maximal já liderou o ranking por três anos seguidos, de 2002 a 2004. Teve uma leve caída, mas se mantém entre os três primeiros desde lá – na eleição mais recente, é o vice-campeão, atrás apenas do compatriota Armin Van Buuren. Para efeito de comparação, a posição máxima de Fatboy Slim foi um sétimo lugar em 1999. O holandês ainda foi indicado ao Grammy 2008 na categoria melhor álbum de música eletrônica, com o seu mais recente disco Elements of life – o que considerou uma surpresa. Na carreira, Tiësto teve grandiosos momentos, como o único DJ na história a tocar em uma cerimônia olímpica oficial, em Atenas 2004.

Esta é a terceira vez no Brasil do artista de quase 20 anos de carreira. Na última delas, em outubro, teve o Olodum como convidado no Helvetia Music Festival, em São Paulo. Também no ano passado, se apresentou para 200 mil pessoas na praia de Ipanema, no Rio. A turnê de 2007 ainda passou – despercebida para muitos – pela Bahia, quando ele fez show na Praia do Forte. Desta vez, depois de comandar hoje o Yes Bahia Clube, no circuito Barra-Ondina, ele vai ao Guarujá, Camboriú, Florianópolis e volta à Bahia para tocar em Porto Seguro. Diretamente da Holanda, Tiësto conversou com o Folha por telefone, contou suas expectativas sobre o Carnaval e acabou tomando um susto quando foi informado da quantidade de pessoas que o espera.

FOLHA - É a terceira vez que você vem ao Brasil, certo? Como você acha que será dessa vez?

TIËSTO - É sim, a terceira vez. Já fui aí em outras épocas, mas agora eu estou muito empolgado para tocar no Carnaval. Não vejo a hora disso acontecer.

F - Na sua opinião, qual a diferença entre o público europeu e o público brasileiro?

T - A diferença é que vocês têm mais ritmo. E esse ritmo está no corpo e nas festas mais exóticas que as festas européias. O clima aqui é muito frio. Existem festas boas na Europa, mas no Brasil é diferente. É Verão e mais exótico.

F - Ano passado, você veio à Bahia e tocou na Praia do Forte. Como foi essa apresentação?

T - Eu amo tocar em praias. É sempre um lugar muito especial, sempre uma grande experiência.

F - O que você sabe sobre o Carnaval de Salvador?

T - Sendo honesto? Não conheço muito. Eu sei que é uma grande festa pelo que vi na televisão e na internet. Mas eu realmente não sei o que esperar, estou indo para o Carnaval como um virgem (risos).

F - O que espera encontrar?

T - Eu espero que a vibração seja grande. Espero grandes festas e conhecer coisas que sirvam de inspiração para as minhas próximas músicas

F - Salvador é o único lugar dessa nova turnê no Brasil que você vai tocar para uma grande quantidade de pessoas – cerca de dois milhões nas ruas. Pessoas de diferentes classes sociais que nunca ouviram sua música e poderão conhecê-la.

T - Uau! É fantástico. Eu nunca toquei para tanta gente. E isso é um dos meus objetivos, tocar para o máximo de pessoas possível. Eu quero compartilhar minha música com o maior número de pessoas que eu puder. É um grande choque saber disso. Dois milhões de pessoas (risos)?

F - É, você vai tocar em cima de um grande caminhão com sistema de som potente, que vai percorrer cerca de seis quilômetros e essas duas milhões de pessoas estarão no caminho. É a maior festa popular do Brasil.

T – Do mundo, eu acho!

F – Provavelmente (risos)! Você já tocou em movimento alguma vez?

T - Sim, aqui na Europa tem a LoveParade, que acontece em julho e a gente toca em cima de caminhões, que não se comparam aos brasileiros, é claro. É preciso um pouco de habilidade para tocar lá no alto, com as pessoas dançando ao redor do caminhão.

F - Depois de Salvador, você segue para outras cidades do país e volta à Bahia para tocar em Porto Seguro, onde vai encontrar outro Carnaval.

T - Sério? Vocês gostam de festa, hein (risos)?

F - Mas existe alguma diferença para você, algum cuidado no set list, nas músicas que você toca?

T - Eu acho que é bem diferente porque, quando você toca se movendo, tem um público distinto a cada cinco minutos. E você tem que manter todos animados. Então sempre é um grande desafio. Tenho que tocar bons hits, boas músicas.

F - Fatboy Slim vem pela terceira vez, David Guetta também está vindo. O Brasil é o novo paraíso para os DJs, principalmente os europeus?

T - Sim. É um ótimo país, uma nova cena em que as pessoas são muito abertas a coisas novas. Isso que é muito bom no Brasil. É tudo fresco e novo. Então todos os DJs querem tocar aí.

F - Você foi indicado ao Grammy 2008 na categoria melhor álbum de música eletrônica com Elements of life. Como você se sentiu ao saber da notícia?

T - Para mim foi uma grande surpresa. Eu realmente não esperava. É uma grande honra ser indicado.

F - Após 20 anos tocando em diversos países, como você acha que o mundo vê a música eletrônica hoje em dia? O que mudou de lá pra cá?

T - É bem diferente, acho que a maior mudança é que tudo ficou mais profissional. Antigamente, a gente tocava em lugares pequenos. A música eletrônica está em todo lugar, há 20 anos seria impossível ser indicado ao Grammy. Está crescendo todo dia. Mais e mais pessoas estão ouvindo e curtindo. E eu acho que, daqui a dez anos, a música eletrônica será duas vezes maior do que é hoje em dia. Pelo menos.

***

Momo eletrônico

Além de Tiësto, outros dois artistas muito bem situados no raking mundial estarão em Salvador nesse Carnaval. No Bloco Skol D+, o francês David Guetta, décimo colocado da DJ Mag, se junta a Fatboy Slim (66º) para fazer a festa dos foliões do circuito Barra-Ondina na terça-feira. O DJ de house ficou famoso no Brasil com o sucesso The world is mine, trilha da novela Cobras & lagartos, e aproveita para lançar por aqui o seu mais novo disco, Poplife, que já emplacou a música Love is gone nas pistas do mundo todo.

Hoje também é dia do Deep Dish, dupla de house e techno formada pelos DJs iranianos Ali “Dubfire” Shirazinia e Sharam Tayebi, 11º colocado do ano e que desde 2003 freqüentava o ranking dos top 10. Os artistas se apresentam no Camarote Salvador, e trazem músicas como Flashdance (he’s a dream), Say hello e remixes como o de Clocks, canção da banda inglesa Coldplay, e de Thank you, de Dido, que rendeu à dupla o Grammy de melhor gravação remixada em 2002. O Camarote Salvador também conta com Martijn Ten Velden, na terça-feira, holandês que ficou famoso pelo hit I wish you would.

_________________
Aprenda alguns comandos da janela de postar do forum: click aqui

............
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://emusicplanet.forumeiros.com
 
04/02 Estou indo para o Carnaval como um virgem
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Cifras / Tablaturas de Marchinhas para o Carnaval 2012
» Como cantar e tocar
» Captador para baixo de Papelão
» Duvida em Case para rack
» Software para fazer música de acompanhamento

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: E-music Planet :: Bate papo!-
Ir para: